Fundadores


A história da CBDCR está atrelada a estudos e pesquisas científicas realizadas no âmbito de universidades brasileiras. Essas por sua vez, possibilitaram o intercâmbio acadêmico com universidades internacionais para a vinda de pesquisadores e troca de conhecimentos.

Tendo como objeto de estudo a dança em cadeira de rodas sob a ótica da análise discursiva, a Profª Drª Eliana Lucia Ferreira sob orientação da profª Drª Eni Orlandi e profª Drª Maria Beatriz Rocha Ferreira traz uma perspectiva singular sobre o significado da dança em cadeira de rodas. Na sua tese de doutorado “Corpo-Movimento-Deficiência:  As formas do discurso da/na dança em cadeira de rodas e seus processos de significação” Eliana disserta sobre as possibilidades que a cadeira de rodas permite ao corpo deficiente, ressignificando enquanto sujeito. Dessa maneira, sua pesquisa desdobrou-se em novos olhares e perspectivas para o dançarino em cadeira de rodas.

Dessa matriz de pensamento, abriu-se um leque de possibilidades e discussões, tirando o deficiente do lugar de “vitimizado” e colocando-o como um corpo que através desse discurso corporal toma para si uma nova possibilidade de existir, ter prazer e se locomover.

A partir dessas interpretações, organizou-se na Universidade de Campinas (Campinas), em novembro de 2001 o I Seminário Internacional de Dança em Cadeira de Rodas. Durante esse simpósio, foram abordadas as principais temáticas abordadas sobre a dança em cadeira de rodas com relação à dança artística e esportiva e a organização da dança no país. Concomitante foi realizada ainda a I Mostra de Dança em Cadeira de Rodas, que permitiu que várias pessoas e grupos de dança artística tivessem um espaço para se apresentar, se envolver com seus pares e conhecer a dança esportiva em cadeira de rodas. As primeiras noções práticas, passos básicos e regras de como a dança em cadeira de rodas era praticada na Europa foram transmitidas pelo professor e Técnico da Alemanha, Hebert Rausch, presente ao evento a convite dos organizadores.

Os 13 grupos presentes ao evento mobilizaram-se em busca de representatividade perante os órgãos nacionais e internacionais e comprometeram-se com a oficialização da Confederação Brasileira de Dança em Cadeira de Rodas, marcando o início para dança em cadeira de rodas no Brasil.

A singularidade da Dança em Cadeira de Rodas no Brasil continua sendo alvo de pesquisas da profª Drª Eliana Lucia Ferreira, devido a parcerias com organizações esportivas internacionais que contribuem para a disseminação do conhecimento sobre essa modalidade esportiva.


Rua Benedito Sérvulo Santana, 501 - sala 02 - Bairro Vila Lavínia Cep: 08735-430 Mogi das Cruzes-SP Telefone: (83) 998448156